domingo, março 05, 2006

PACHA MAMA



Passado mais um carnaval - e sãos e salvos (ao menos os que podem ler este texto) - vamos seguindo em frente nessa aventura que é estar vivo, fazendo massa crítica.

Outro dia li em um Blog de um amigo (o Canis Familiaris) uma crítica de uma leitora ao fato de que o texto criticado continha “opiniões próprias”, com excesso de enfoque pessoal.

Peço perdão aos leitores, antecipadamente, pela minha incompetência em escrever o que quer que seja isento de opiniões próprias, ok !? Quem sabe eu consiga evitar esse tipo de crítica....

A discussão que proponho hoje, ainda que de forma superficial (dado o meu despreparo para uma abordagem mais sólida), é a recaída da Humanidade no tratamento ao feminino. Parece-me que uma espécie de atavismo tomou conta da questão (e voltamos às épocas mais negras de nossa história), justamente quando o grande salto da “igualdade” já se aproximava ou parecia se aproximar.

Não vou sequer abordar a questão do feminino na África, que é vergonhosa e que parece não ter saída. Violações maritais não são consideradas crimes, incestos são prática corrente, estupros em tempos de paz e em tempos de guerra são comuns, etc....Em alguns países, chega-se ao absurdo de que a prova do estupro deve ser feita com 4 testemunhas....se a queixosa não conseguir produzi-la, será condenada por adultério (se for casada), ou por fornicação (se for solteira)...um processo mais do que kafkiano....bizarro!

O que me fez escrever sobre isso foram os últimos sinais que recolhi, aqui e ali: 1) ao lado da crescente ocupação de mulheres em cargos de importância, agravou-se o desemprego para elas (as proporções têm aumentado consideravelmente, em relação ao desemeprego masculino); 2) a Suprema Corte Italiana relativizou a ocorrência de estupro se a mulher tiver experiência sexual anterior (quase um estupra mas não mata, de um famoso personagem tupiniquim!!!); 3) relatos de casos, pelos Médicos Sem Fronteiras, de violações, escravidão sexual, casamentos forçados e precoces na Europa, e fora dos grupos de “negros” e “latinos”; 4) bolsões americanos onde a relação incestuosa é regra.....

Enfim, um verdadeiro contra-ataque! Inconsciente ou premeditado ? Não importa.....mas algo precisa ser feito em sentido contrário, e isso é urgente !

Temos que escrever a respeito, discutir, propor reflexões, opinar, interferir.....na nossa casa, no nosso trabalho, na nossa escola....nos Blogs e Flogs da vida....

Enfim, começar a encarar essa questão sem as resistências culturais que nos foram impingidas, e sem a pseudo-justificativa de que “isso não existe”, é folclore !!!

Não há equilíbrio sem o feminino, ou com supremacia do masculino....

Pacha Mama está doente !!!!

Mãos à obra !

Daniel Bykoff, é co-responsável por este Blog e vê, com muita preocupação, a banalização da violência contra a mulher.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home